sexta-feira, 31 de outubro de 2008

''@''

''se me aparece de repente,
inspiro profundamente,
para desvendá-lo,
para decifrá-lo...
queria agarrá-lo...
queria agarrá-lo, mete-lo no meu frasco, fechá-lo bem pra não fugir...''

quarta-feira, 29 de outubro de 2008



29 de Outubro



Por incrivel que pareça hoje apeteceu-me escrever no blog. Já sei que os nossos amigos gostam mais quando escrevemos menos, e pomos mais fotos, mas enfim, hoje nao me apeteceu tirar fotos, mas sim escrever.

Foi um dia normal mas ao mesmo tempo muito bom. Hoje, senti realmente que estou em Paris. Apesar do (imenso) frio, o cheiro a croissants e pains au chocolat, o cappucino na mão comprado "a emporter" na Columbus, o sol que timidamente brilhava no céu, o grosso cachecol e o gorro, a pressa com que os estudantes passavam de um lado para o outro e a caminhada até ao panteão, fizeram-me sentir uma verdadeira parisiense :P Não sei porquê, só sei..que senti!

O dia foi de só uma aula, e algum estudo na casa da alemanha da cité universitaire. A volta para casa, já no escuro e no frio cada vez mais violento, foi acompanhada no ipod pelo Frank Sinatra "fly me to the moon" e " I got you under my skin".

Nada como voltar para casa, a cantar as nossas musicas preferidas, e a abanar a cabeça enquanto que as cantamos para dentro. Especialmente, quando a estação do RER fica a quase 1 km de casa...



sábado, 25 de outubro de 2008

intuition


Bem, não me apetece escrever, nao tenho paciencia, nem tempo... Isto não está fácil! Esta Universidade está ao nível da Católica ou talvez um pouco mais acima, muito trabalho, muita exigencia... Sei que não vou desistir, apesar de me sentir pressionada e stressada, querer fazer tudo e não fazer nada! Não me posso esquecer, ESTOU EM ERASMUS... Di ''the movie maker'', vai deixar de fazer filmes e começar por outro lado! Saudades de Lisboa, do Chiado\Bairro, do Rio Tejo, da praia, da estrela cadete, dos amigos... Boa Sorte pas frequencias e exames! ''Está tudo bem contigo? comigo, está tudo bem!''

domingo, 5 de outubro de 2008

Dia 4

Como chegámos relativamente cedo a casa da noite anterior ( 16h ), restou-nos despachar para a noite seguinte. Os últimos cartuxos antes de começarem as aulas, pois já ouvimos dizer que a Universidade Sorbonne não é para meninos, mas sim para guerreiros. Nuit Blanche, um conceito baseado na Cultura (filmes, projecções, teatro, concertos) que existe por vários países, e que em Paris estava espalhado por vários pontos. Andámos por Montmatre e depois Montparnasse (escusado será dizer que alguém deve se ter atirado para a linha do metro e engatou o transito todo, escusado será dizer também que no metro em que nós íamos gregaram mesmo à nossa frente e outras coisas mais escusadas, mas q não vou dizer pois acusam me de escrever demais). A disco, demais, som ALTAMENTE, mas que para o fim tornou se um pouco agressivo, mesmo a rasgar! Quando mudaram de DJ meteram uma música dos anos 80, tudo pelo ar!!! Lindooooo. O porque de não irmos ao BudhaBar? Porque não queríamos adormecer (pois é maioritariamente chill out), O porque de não irmos ao Le Duplex? (que é a Disco mais conhecida q se localiza nos Champs Elysees) porque se paga 20 eur para entrar com direito a uma bebida, e só entra quem tiver vestido como se fosse para um desfile de moda.

videoPara quem quer ouvir o SOMMMM!

sábado, 4 de outubro de 2008

Dia 3

O nosso grupo em Paris, composto essencialmente por pessoal que já trabalha e tem uma vidinha séria, combinou fazer uma jantarada Sueca, em que consistia levar comida, bebida sueca e uma peruca loura! Posso vos dizer (que para variar) os planos mudaram á ultima da hora, acabando por jantar em casa do Max (o nosso amigo italiano), aparecendo em Montmatre ( em casa dos colombianos Jorge e Alexandre ) apenas para beber á grande e à sueca (VODKA). Dançámos até os nossos pares se cansarem!!! Desde Salsa, Rumba e Samba com direito a adornos, estadia prolongada até às 15h do dia seguinte e pequeno-almoço francês… o que poderíamos querer mais? Fiesta, que bueno chicosss!!!! Nuit Blanche dia 4 nos aguarda… e Budha Bar também!!!
Dia 2
Vi finalmente as cadeiras de curso. Primeiro q chegasse á sala foi um 31. A Sorbonne além de parecer um autêntico museu é de uma dimensão extraordinária! E por incrível que pareça o pessoal de Erasmus não tem um ar bimbo… Tudo com uma grande classe! Esperam me novas connections… ehehe
Dia 1

O vírus da gripe ou um semelhante apoderou-se de mim e como não tenho nenhum cartão de saúde não convém arriscar em ficar pior e depois ter que ir a Portugal para ser atendida por um médico, no pior das hipóteses. A Su foi para mais uma reunião, ouvir mais do mesmo e por isso fiquei a anhar o dia inteiro dentro da cama e a pensar colocar tudo no blog em condições! Espero que continuem a comentar como têm feito, só assim é possível arranjar motivação para escrever e transmitir a experiência fantástica que está a ser este ERASMUS.
Dia 30

Acordei cedo para o hábito, lá fui para a morada que a policia me tinha indicado… supostamente!!! Enganei-me, acabei por ir a um teatro perguntar se sabiam qual era o número da Embaixada Portuguesa e só depois reparei que o número era o 187 e não o 147 como andava a procurar! Segui mais em frente e finalmente estava na morada certa, JULGAVA EU! Quando cheguei ao 187 apercebi me que o prédio estava todo em obras e dizia “BREVEMENTE HOSPITAL”, daqui a pouco quem ficava maluca era eu, com tanta troca e baldroca. Já farta desta situação, pensei no que fazer… e nem por sorte encontrei uma livraria\papelaria tuga. A senhora indicou me a morada certa e lá fui à Embaixada que era precisamente no lado oposto ao que a policia me tinha indicado. Ah bom ãh, isto aqui não é como em Portugal, ãh,, aqui as pessoas são mais atrasadas, ãh! Após uns desvios no caminho entrei na Embaixada e descobri que não podia fazer nada. Fui ter c as meninas, fomos a uma reunião do pessoal de Erasmus de Economia para esclarecimento de dúvidas, pouco esclarecemos. Eles agora dizem uma cena, e a cena já é diferente amanhã. Novidade?! Encontrámos outra aluna da Católica de Lisboa, a outra… Rita!

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Dia 29

Entusiasmada com o plano do dia, mas viagem com alguns transbordos. Chegámos a La defense. Boquiabertas!!! Decidimos: VAMOS TODAS TRABALHAR AQUI! Uma Paris completamente diferente, tudo aqui parecia Zaha Hadid, quer dizer, não é bem, mas podia! Reparei que não tinha a minha carteira… Pânico e muita tristeza. Fui à policia, mas como mais nada podia fazer, fui passear. ;)

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Dia 28

Grande almoçarada no centro de Paris chatelet. Tinham que ver isto. Não da para explicar. Loja de chapéus magníficos, roupas e sapatos em 2ª mão, lojinhas de especialidades como chocolate, azeite, queijo, DEMAIS!!! Teatro de rua, jardins de água, deixo para verem o resto cá… Acabámos na Notre Dame com um sol fantástico a comer um gelado italiano e casa!
Dia 27

A Soraia foi a Paris rezar. Eu fiquei em casa a ressacar da perna!

Resto das fotos da Note de 26.09




Dia 26

A recompor os caos da minha perna esquerda eu, a Soraia, a Rita e a turminha de Francês fomos dar um passeio de batomouche. Uma hora e meia ao sol, e não só apanhamos com o sol, mas com os chineses, japoneses, coreanos e o resto dos olhos em bico em pé a tirar fotos. HAJA PACIÊNCIA. No comments! Também de referir que como estava céu limpo, estavam todos de tanga e foto de banho nas margens do Senna. No fim lá fomos lanchar num belo café de esquina. Curiosidade: Pagámos 50€ pelo o lanche que incluía 3 baguettes, um chá, um chocolate quente, um cappucino, e uma fatia de tarte q dividimos pelas três. Combinámos com o Max e fizemos jantarada lá em casa. Cozinha Tuga não falta! Carne guisada com legumes, batatas especiais;), salada, arroz, vinho e sumo para os pussies não faltou! Seguimos para a grande Noite Parisiense. Montparnasse é o centro onde a noite acontece. Tentámos ir ao MixClub mas fomos barradas, isto porque?!? Porque a noite era só de gays…!!! Para quem não sabe a melhor noite de Paris é aquela onde os gays tão presentes, sempre grande som… e nós apenas seguimos as instruções! LOL Seguimos para Red Light que são uns contentores no meio da rua, mas do qual não sai um único ruído. Bom som, Bom DJ, não se pagou para entrar, mas cada bebida 10€. Fomos para casa pai ás 5 ou 6 da manhã. Grande Stress com uns pretos no RER C, meteram se connosco, gritaram aos ouvidos da Soraia: “BITCHESSSSS”, ora bem… é preciso é ter calma! Era 7 da manha e nós na cozinha a preparar o pequeno alomoço e depois deitar.
Dia 25

Dia muito engraçado em casa… incapacitada de andar!

Dia 24

(ainda estou para descobrir o porque desta cara)

















Fartas de estar em casa sem fazer nada partimos para o palácio de Versailles com a turminha de Erasmus das aulas de Francês. Demorámos algum tempo mas nada de especial. Ficámos pelos os jardins e pelo o café a conversar sobre a beleza dos orientais por estes lados, a Su tava doida. Já preocupadas se estavam preocupados connosco decidimos ir para a entrada do palácio, optando por ficar á porta pois por cada pessoa paga-se 13,50€ para ver o interior. Eu já tinha visto, por isso prefiro esperar por alguns AMIGOS que me façam uma visitinha e aí sim, mostro lhes o palácio. Combinámos fazer uma jantarada em Orly-Ville e por isso fomos até ao Hotal onde a Ritinha está para ir buscar umas trouxas. Mal eu sabia que iria ser a minha desgraça!! Ao sair do Hotel ESQUECI-ME que se existiam degraus para subir (quando entrei), também existiam degraus para descer (ao sair)… E bom, bom… Foi um belo de um tralho, resultado dois bonitos hematomas. Fomos para casa.